terça-feira, 24 de março de 2009

Elegi meu preferido!!!!


Tava dando uma zapeada no globo.com hoje pela manhã quando me deparei com a notícia abaixo, primeira vez na história do BBB eu ainda não tinha elegido alguém pra torcer... Pq pra mim, era um bando de cobras... Mas hoje, depois de saber disso aí, eu mudei de opinião. Max é o meu preferido, por um simples motivo: Nunca mencionou a doença da avó para se fazer de coitado!
Sem contar que, odeio perseguição vcs sabem...



Vai ser difícil, mas Clara e Flávia, mãe e irmã do BBB Max, farão de tudo para manter o astral lá em cima e mandar boas energias para o BBB nesta terça-feira, 24.

É que a avó materna do artista plástico, Vanilda Porto, 71 anos, morreu neste domingo, 22, de câncer de fígado. Apesar da tristeza, a família de Max vai comparecer ao paredão desta terça, acompanhada de 20 amigos seus, para garantir a sua torcida no programa ao vivo.

"O único receio da Clara é que ela não passe uma energia boa para o Max", contou Bruna Pesmic, amiga do artista plástico. "Ela vai fazer de tudo para não demonstrar nada".

Max não sabe da morte

O câncer de Vanilda foi diagnosticado em agosto de 2008 e, como tinha 71 anos, ela já não tinha mais idade para entrar na fila de transplante. A família então decidiu que não contaria para ela sobre o câncer e, por causa disso, Max não falou, em momento algum dentro da casa do BBB, sobre a doença da avó.

O BBB já entrou na casa sabendo que sua avó poderia morrer durante o seu confinamento e, várias vezes, comentou que gostaria de ganhar a prova do anjo para poder saber notícias de sua família.

"Quando o Max entrou na casa a Vanilda estava bem. Só que ela piorou muito no primeiro mês que ele estava na casa. Por isso o Max se emocionou tanto quando viu o vídeo da família. A imagem da avó debilitada foi um choque para ele", explicou Bruna.

Vanilda foi enterrada no próprio domingo, 22, no Cemitério São João Batista, em Botafogo, no Rio. Ela acreditava que sofria de hepatite e estava em casa até quinta-feira, 19, quando precisou ser internada para fazer uma drenagem.

Nenhum comentário: