sábado, 7 de março de 2009

Daí que na quinta á tarde, eu to no supermercado com uma funcionária fazendo as compras da semana do Hotel, e me ligam do colégio no celular, um número esquisito que não tá na minha agenda de contatos, até pensei em não atender, achando que pudesse ser alguém oferecendo cartão de crédito ou assinatura de revista, mas felizmente eu tava numa fila, e não tava fazendo nada mesmo, então resolvi atender:
- Eu gostaria de falar com a mãe do Marcel... Por favor, é urgente!
- É a Daniela, pois não, sou eu mesma, mãe dele... qual o problema? (já aflita né? pq quando eu ouço uma voz que logo de cara já pergunta pela mãe dos meus filhos, eu ia pensar o que???)
-Aqui é do colégio, eu sou a Fulana de tal , diretora, estou te ligando pra dizer que tivemos um problema aqui, o Marcel bateu de frente com um coleguinha, e os dois se machucaram, ele tá chorando muito, e o nariz está super inchado, a coordenadora já levou o colega pra tomar uns pontos na testa, e eu estou com o seu filho aqui, acho que vou ter que levá-lo pelo menos ao posto de saúde, pq ele ta muito nervoso...
Nessa hora eu não ouvi mais nada, só pedi pra falar com o meu filho ... e quando ela passou o telefone que ele ouviu minha voz, parece que começou a chorar mais ainda. Pedi pra ele se acalmar, e perguntei se tava doendo muito, ele disse que não doía o nariz não, só a barriga...
Tentei ligar pro Marck, mas é sempre assim, toda vez que acontece algo urgente ele tá em reunião... E pra ajudar, pela primeira vez na vida, tinha esquecido o celular em casa, conclusão: incomunicável. Não tive a menor dúvida, liguei pro celular do Le, amigo nosso que trabalha junto com ele, e pra minha sorte, eles estavam em reunião juntos...
Terminei as compras, ainda tive que ir no hotel descarregar o carro, e voei pro posto de saúde... Lá eu encontrei o meu filho deitadinho numa maca, com a diretora, professora, coordenadora , enfermeira e médico em volta dele. O Doutor disse que o que ele poderia fazer, já tinha feito, mas que agora era necessário fazer raio x do narizinho e uma tomografia da cabeça, pq a batida foi forte... E ele já tinha vomitado 2 vezes...
Corremos, corremos e corremos... Graças a Deus foi só a fratura do nariz mesmo, nada mais... E não tem muito o que ser feito, só esperar umas 2 semanas pra começar a calcificar o ossinho de novo, e compressas de gelo pra desinchar e tirar os hematomas.
Ontem á noite tínhamos uma festinha pra ir, aniversário de 30 anos de uma amiga nossa, e ele foi junto, um amorzinho, não deu o menor trabalho... A festa foi ótima, cheia de surpresas muito boas... Mas isso é assunto pra um próximo post.
Vou ficando por aqui, pq tá tarde, eu escrevi demais e amanhã quero levantar cedo pra preparar um almocinho super gostoso, é dia da Mulher, e pq não comemorar????
Depois da semaninha maluca que eu tive, bem que eu mereço ...

Nenhum comentário: